Como criar seus filhos na era da tecnologia?

A chamada geração Z, formada por pessoas nascidas em meados dos anos 1990 em diante, já estão acostumadas às maravilhas da internet. Computadores cada vez mais modernos, videogames super velozes, smartphones de última geração, iPods e tablets completamente dominados. Para eles é quase que impossível imaginar um mundo sem estes gadgets.

Porém, como diz o ditado “tudo que é demais estraga”, cuidado se seu filho está passando a maior parte do tempo recolhido no quarto com seus jogos, filmes, redes sociais entre várias outras opções. Atualmente, existem vários estudos onde se comprova que a exposição excessiva a estes métodos de entretenimento pode ser prejudicial a criança.

pais-e-filhos-na-internetAs palavras de ordem são supervisão e moderação. Acompanhar o que seu filho esta fazendo é imprescindível para sua educação. Também ter horários para uma melhor utilização das tecnologias disponíveis. Pois a relação pessoal é fundamental, tanto na adolescência como em crianças. Toda criança precisa brincar, correr, passear, errar, conviver. Só assim aprenderá a identificar suas emoções para superar as frustrações futuramente.

Muitas vezes o jogo cria a ilusão de se viver outra vida dentro dele, sem precisar sofrer as consequências pelos atos desempenhados. Embora não existem muitos estudos sobre este assunto, especialista já apontam consequências sombrias a crianças e adolescentes com contato excessivo a estas novas tecnologias.

Portanto, é necessário estabelecer regras e trabalhar para que seus filhos não exagerem na hora de utilizar um dispositivo eletrônico. Existem várias alternativas disponíveis atualmente que o auxiliam nessa tarefa. Uma delas é instalar sensores que controlam o tempo de uso dos aparelhos eletrônicos. Esses sensores podem interromper a energia dos mesmos quando usados exageradamente ou ainda, enviar alertas quando algum dispositivo for acionado fora do horário determinado.

O mais importante é manter o equilíbrio no uso destas tecnologias e encontrar uma maneira de utilizá-las a seu favor, já que são tantas as possibilidades hoje disponíveis que vem para auxiliar e facilitar a vida. Apenas, ficar atentos aos exageros e manter uma moderação quanto ao seu uso, sempre mantendo um bom diálogo dentro de casa deixando bem claras as regras e as implicações quando não cumpridas.

Por Geane Mumbach

Deixe uma resposta